A escolha do combustível para geradores

combustível oleo diesel itapecerica da serraA escolha do tipo de combustível: gás natural, diesel ou GLP, irá influenciar a disponibilidade e o dimensionamento do grupo gerador. Considere os seguinte fatores clicando abaixo para prosseguir a leitura.

Combustível Diesel

• O combustível diesel é recomendado para aplicações “de emergência” e “standby”. Para obter um bom desempenho de partida e máximizar a vida útil do motor, recomenda-se o combustível diesel ASTM D975 Grau No. 2-D. Consulte o distribuidor do fabricante do motor sobre o uso de outros graus de diesel combustível para diferentes motores.

• O projeto de toda a instalação também deve incluir o projeto de um local para o armazenamento do combustível, entretanto o tanque não deve ser grande demais.
O diesel combustível pode ser armazenado por um período de até dois anos, por este motivo o tanque de suprimento deve ser dimensionado para permitir o reabastecimento
de combustível com base na programação de exercícios e testes nesse período. Pode ser necessário adicionar um bactericida (substância para evitar a proliferação de microorganismos no diesel) caso a frequência de reabastecimento seja baixa, ou, caso as
condições ambientais (como a elevada umidade do ar) favoreçam o crescimento de microorganismos no combustível. Os microorganismos podem obstruir os filtros de combustível, afetar o funcionamento do motor ou até mesmo danificá-lo.

• Climas frios – Em climas frios deve ser usado um combustível Premium de Grau 1-D quando a temperatura ambiente estiver abaixo do ponto de congelamento. Pode ser necessário utilizar um sistema de aquecimento do combustível para evitar a obstrução dos filtros de combustível quando a temperatura cair abaixo do “ponto de névoa do combustível”: cerca de -6°C (20°F) para combustíveis Grau 2-D, e, -26°C (-15°F) para Grau 1-D.

• As normas ambientais para controle de emissões podem ser aplicáveis nestes casos. Consulte o ítem “Considerações Ambientais”.

Biodiesel

Os combustíveis denominados “biodiesel” são obtidos de uma grande variedade de fontes renováveis, tais como, óleos vegetais, gorduras animais e óleos de cozinha, etc. Em geral,
estes combustíveis são denominados Ésteres Metil-Ácido-Graxos (FAME). Normalmente, quando usados em motores diesel, a emissão de fumaça, a potência e a economia de
consumo são reduzidas. Embora a emissão de fumaça seja reduzida, o efeito em outras emissões pode variar, ou seja, pode haver a redução de alguns poluentes e o aumento de
outros. O biodiesel é um combustível alternativo, portanto, ao se utilizar este combustível, o desempenho do motor e as emissões de poluentes não podem ser os mesmos garantidos pelo fabricante2.

Uma mistura dos combustíveis diesel e biodiesel, numa proporção inferior a 5% do volume não deverá causar qualquer problema grave. Concentrações acima de 5% podem causar diversos problemas operacionais. A Cummins não aprova nem desaprova o uso de misturas de combustíveis do tipo diesel + biodiesel.

Gás natural

• Para a maioria das instalações, o armazenamento não deve ser feito no local (deve-se usar gás encanado).

• O gás natural pode ser uma opção econômica de combustível, contanto que esteja disponível nos valores de fluxo e pressão exigidos para o grupo gerador.

• Um suprimento de reserva de GLP combustível pode ser necessário para sistemas de fornecimento de energia elétrica de emergência.

• O gás natural “bruto” (ou seja, captado diretamente de sua fonte natural) pode ser utilizado por alguns grupos geradores. Entretanto, é necessário que sejam feitas análises deste combustível, assim como, o fabricante do motor deve ser consultado para determinar se haverá o despotenciamento ou se a composição deste combustível poderá causar danos ao motor devido à fraca combustão, detonação ou corrosão.

• Ocasionalmente, algumas empresas distribuidoras de gás adicionam butano ao gás natural para manter a pressão da linha. Poderão ocorrer danos ou mesmo a detonação
do motor caso se utilize gás natural aditivado com butano. Os motores a gás natural requerem tubulações limpas e secas, gás de qualidade para gerar a potência nominal e assegurar uma vida útil ideal ao motor.

• A estabilidade de frequência de grupos geradores com motores de ignição por vela pode não ser tão boa quanto a dos grupos geradores com motores diesel. Uma boa estabilidade de frequência é importante na alimentação de cargas UPS.

• Climas frios – Em geral, à temperaturas ambientes abaixo de -7°C (20°F), os motores com ignição por vela, conseguem dar a partida com mais facilidade e aceitam carga mais rapidamente do que os motores diesel.

GLP (Gás Liquefeito de Petróleo)

• A disponibilidade local de GLP deverá ser investigada e confirmada antes de se optar por um grupo gerador com motor movido a GLP.

• Devem ser tomadas providencias para o armazenamento local deste combustível. O GLP pode ser armazenado por tempo indefinido.

• A estabilidade de freqüência da tensão produzida por grupos geradores que utilizam motores com ignição a vela pode não ser tão boa quanto a dos grupos geradores que utilizam motores a diesel. Este é um fator importante que deve ser levado em consideração no caso da alimentação de cargas UPS.

• Para utilização em climas frios, o tanque de armazenamento de GLP deve ser dimensionado de modo a fornecer a taxa necessária de evaporação mesmo na mais baixa temperatura ambiente esperada. Caso isso não seja possível, deverá ser providenciada a retirada de líquido com um aquecedor de vaporização.

Gasolina

A gasolina não é um combustível adequado para grupos geradores “standby”estacionários devido à sua volatilidade e prazo de validade.

Alternativas de combustível em substituição ao diesel 2-D

Em geral, os motores a diesel podem funcionar utilizando outros tipos de combustível contanto que estes combustíveis apresentem a lubricidade aceitável. Isto será considerado aceitável durante os períodos em que o fornecimento do combustível diesel Nº 2-D esteja temporariamente limitado. O uso de combustíveis alternativos pode afetar a
cobertura de garantia, o desempenho e as emissões do motor. Os combustíveis alternativos abaixo geralmente estão dentro dos limites prescritos:

• Combustível diesel 1-D e 3-D
• Óleo combustível de Grau 2 (combustível de aquecimento)
• Combustível para turbinas de aviões, Grau Jato A e Jato A-1 (combustível para jatos comerciais)
• Combustível para turbinas a gás para aplicações não aeronáuticas, Grau 1 GT e 2 GT
• Querosene Grau 1-K e 2-K

Fonte: http://www.cumminspower.com.br/

São Leopoldo Diesel – Entrega de óleo diesel para geradores e tanques em comodato.

Ligue: 0800 7704084

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


seis × 1 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>