Conheça um pouco mais sobre as partes dos motores a diesel

partes dos motores a dieselNesse artigo vamos te informar como é a composição de motores a diesel, e quais tipos de categoria são divididos motores a diesel. Clique para saber mais.

Normalmente os motores a diesel são divididos em:

  • Sistema de Admissão de ar
  • Sistema de Combustível, aí incluindo-se os componentes de injeção de óleo Diesel
  • Sistema de Lubrificação
  • Sistema de Arrefecimento
  • Sistema de Exaustão ou escapamento dos gases
  • Sistema de Partida

Os motores a diesel como vemos te mostrando, são mecanismos compostos de transformar os movimentos alternativos dos pistões em movimento de rotação tipo árvore de manivelas, através da mesma se transmite a energia mecânica para os equipamentos que são acionados, como, por exemplo, um bom gerador de corrente alternada, que denominamos pelo nome de ALTERNADOR. Este mecanismo chamado de alternador se subdivide nos seguintes componentes principais abaixo:

1 – Bloco de cilindros

Onde se encontram os conjuntos de cilindros, que são compostos pelos pistões com anéis de segmento, camisas, bielas, árvores de manivelas e juntamente de comando de válvulas, com os seus mancais e buchas. Na maioria dos motores, construído em ferro fundido e também usinado para receber a montagem dos componentes. Os grandes motores navais têm blocos construídos em chapas de aço que são soldadas e alguns motores de pequeno porte têm um bloco de liga de alumínio.

2 – Cabeçotes

Os cabeçotes funcionam, essencialmente, como os “tampões” para os cilindros e também acomodam os mecanismos das válvulas de admissão e também de escape, bicos injetores e também de canais da circulação do líquido de arrefecimento. E dependendo do tipo de construção do motor a diesel, os cabeçotes dos motores a diesel podem ser também individuais, quando se existe um para cada cilindro, ou múltiplos, quando um mesmo cabeçote cobre mais de um cilindro.

3 – Cárter

É o reservatório do óleo lubrificante utilizado pelo sistema de lubrificação. É construído em ferro fundido, liga de alumínio ou chapa de aço estampada. Em alguns motores o cárter é do tipo estrutural, formando com o bloco uma estrutura rígida que funciona como chassis da máquina, como se vê em alguns tratores agrícolas.

4 – Seção dianteira

É como chamamos a parte dianteira do bloco, onde se encontram as engrenagens de distribuição dos movimentos para os acessórios externos, tais movimentos como bomba d’água, o ventilador, o alternador de carga das baterias e para sincronismo da bomba de combustível e da árvore de comando de válvulas.

5 – Seção traseira

Onde temos o volante e a respectiva carcaça, para montagem do equipamento acionado.

Todos os devidos cuidados de manutenção preventiva se concentram sobre os sistemas do motor a diesel. Todo o mecanismo principal só se recebe uma manutenção direta por ocasião das revisões gerais de recondicionamento ou de reforma, quando é totalmente desmontado, ou então quando eventualmente, necessitar de intervenção para manutenção corretiva, isso em decorrência de defeito ou acidente.
Os componentes internos sempre estão sujeitos a desgastes inevitáveis, porém sua durabilidade e performance dependem unicamente dos cuidados que forem dispensados aos sistemas.

Jonathan Silva

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


quatro × = 16

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>