Conheça a utilidade do óleo de pato

patoO animalzinho semi aquático que é realmente possui uma artimanha especial: as suas penas são cobertas por uma camada de óleo que as torna impermeáveis e aquecidas. Essa secreção oleosa é um tipo de cera produzida pela glândula uropígea, localizada embaixo da cauda do pato.  Clique para prosseguir a leitura.

Com seu poderoso bico, a ave retira o óleo e vai espalhando pelo corpo. “Para afogar um pato, é só lavá-lo com bastante detergente”, afirma a veterinária Arani Nanci Bonfim Mariana, da USP. “Sem a proteção dessa cobertura oleosa, as penas ficam encharcadas e ele pode afundar. Além disso, a fina camada de oxigênio entre as penas e o corpo do pato em conjunto com o óleo – que permite que a ave flutue – desaparece, piorando ainda mais a situação”, diz ela. A glândula uropígea está presente em praticamente metade das aves, como galinhas, canários e também os pardais.

Toda a cera produzida por ela também é importante para manter as suas penas limpas e proteger da chuva.

Jonathan Silva

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


2 × sete =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>