Como funciona a distribuição energetica de pilhas e baterias

pilhas e baterias como funcionamAs pilhas e baterias são micro componentes energizadores também conhecidos por geradores no mundo da eletrônica, sendo uma “pequena usina” instalada no interior para gerar abastecimento de tecnologias a base de mercurio e outros elementos radioativos.
Neste artigo você entenderá como funcionam ambos os sistemas de geração de energia a partir de pilhas e baterias para abastecer os mais diversos componentes eletrônicos.

As pequenas peças de abastecimento de energia de um circuito externo depedem de um meio de abastecimento de energia que seja comprimido em dois polos distintos. Ou seja, se para para examinar qualquer bateria verá que nelas contém dois polos distintos.
Um polo está marcado (+), ou positivo, enquanto o outro polo está marcado (-), ou negativo. Em uma bateria tipo AA, C ou também D (baterias normais de lanternas para afastar o escuro), as pontas das baterias são os terminais. Em uma bateria grande de carro, existem 2 terminais feitos de chumbo.

Todos os elétrons de dentro da pilha ou bateria se agrupam no terminal negativo da bateria. Se caso você tentar conectar um fio entre os terminais positivo e negativo, os elétrons irão fluir do terminal negativo para o terminal positivo o mais rápido que eles puderem fazer (isso significa que ao descarregar a carga de energia muito rápido pode ser perigoso, especialmente com baterias grandes, então não faça isso). Na maioria das vezes, você conecta algum tipo de carga para a bateria usando um fio apenas. Esta carga balanceada pode ser algo como uma lâmpada, ou até mesmo um motor ou um circuito eletrônico, como um rádio por exemplo.

Dentro da bateria, há uma reação química produz os elétrons que ajudam a gerar a carga enérgetica. A velocidade da produção de elétrons por esta reação química (quanto a resistência interna da bateria), controla quantos elétrons podem fluir entre os terminais. Os elétrons fluem da bateria para dentro do fio e passam do terminal negativo para o terminal positivo para que a reação química aconteça. Esta é a razão pela qual a bateria pode ficar em uma prateleira por um ano e ainda estar cheia de energia. Uma vez conectado o fio, a reação começa.

Jonathan Silva

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


+ 5 = doze

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>