Entendendo os Motores Diesel

 

representação de um motor dieselUm motor a Diesel é uma máquina interna, destinada a suprir por meio de energia mecânica ou força motriz de acionamento. Esse nome é reverente a um engenheiro francês chamado Rudolf Diesel, nascido em Paris que de 1893 a 1898, apresentou na Alemanha o primeiro motor.
Conforme podemos aplicar em cenários industriais vamos entender os quatro tipos mais comuns, sob a maneira de tópicos:

Estacionários:

Destinados a máquinas estacionárias, por exemplo, geradores, máquinas de solda, etc…
Também há combinação de máquinas que operam em rotação constante.

Industriais:

Destinados a máquinas de construção civil, podemos citar os tratores, receptores de carga, guindastes, máquinas de mineração, compressores de ar, e operações com veículos de alta escalabilidade. É recomendado especialmente para casos que exigem características específicas.

Veiculares: têm a finalidade para ônibus e caminhões.

Marítimos: são indicados para equipamentos como navios, e plataformas que ficam sobre a água.

De acordo com a sequência acima de tópicos, nós devemos entender que para cada cenário e opção existe um modo específico, por exemplo, naval é para as águas.
Além destes segmentos de aplicações, os motores diesel também podem ser classificados a partir do sistema de arrefecimento que utilizam, seja a água ou o ar ou pelo número de disposição de cilindros. As diferentes formas de motores diesel, são muitas das vezes pela forma que são compostos, sendo que todos devem funcionar da mesma maneira que a termodinâmica, porém as alterações que se efetuam sobre os sistemas e seus componentes se resultam em formas de operação que podem torná-los adaptáveis a outras maneiras de aplicação.
O que nós podemos encontrar nos motores de diesel são basicamente os seguintes componentes abaixo:

→ Sistema de admissão de ar
→ Sistema de combustível
→ Componentes de injeção de óleo diesel
→ Sistema de arrefecimento
→ Sistema de lubrificação
→ Sistema de exaustão (também conhecido por escapamento de gases)
→ Sistema de Partida

O motor, possui um componente que o faz capaz de transformar os movimentos alternativos dos seus pistões em um rotativo, seguido de um transporte de energia mecânica que chega aos equipamentos acionados, como, por exemplo, um gerador de corrente alternada, que chamamos de alternador.
Dentre este mecanismo se subdivide nos seguintes componentes principais:

1° Bloco de cilindros

São onde ficam alojados os cilindros compostos por pistões com anéis de segmento camisas, árvores, bielas, e comando de válvulas. Em boa parte dos motores é uma parte que é constituída de ferro fundido e usinado para receber montagens de componentes. Grandes motores navais têm bloco construído em chapas de aço soldadas e alguns motores de porte pequeno têm um bloco feito com liga de alumínio.
Eles possuem o papel de “rolha” para os cilindros, e acomodam os mecanismos das válvulas de admissão e do escape, bicos injetores e canais de circulação do líquido, vindo de arrefecimento. Dependendo do tipo de construção do motor, os cabeçotes podem ser individuais, caso haja um para cada cilindro, ou múltiplas caso o mesmo cabeçote cubra mais que um cilindro.

Jonathan Silva

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


um + 5 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>